RECEBA TODA SEMANA NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Higiene na clínica de estética, dicas essenciais

Publicado em 04/18/2019

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Twitter 0 Email 0 Filament.io 0 Flares ×

O setor de estética tem ganhado cada dia mais reconhecimento e, para que você tenha sucesso e ofereça um serviço de qualidade, é preciso seguir rigorosamente as normas impostas pela vigilância sanitária que asseguram segurança e higiene na clínica de estética.

higiene na clínica de estética

Higiene na clínica de estética, dicas essenciais

A biossegurança é fundamental para a prevenção de doenças no ambiente de trabalho, que podem afetar tanto o profissional quanto o cliente. Além disso, seguir essas normas é uma formar de demonstrar ao cliente que você tem cuidados e se preocupa com o bem-estar geral.

Quer saber quais as medidas necessárias para garantir a higiene do seu espaço? Listamos, a seguir, as principais dicas de limpeza e segurança para a sua clínica. Acompanhe!

1. Utilize equipamentos de segurança

O contato físico direto entre esteticista e cliente, por exemplo em uma limpeza de pele, podem ser uma porta aberta para patógenos causadores de doenças como hepatite B e C, herpes, gripe, micoses e tuberculose. Por isso, é primordial que o profissional utilize sempre os equipamentos de segurança.

Luvas, máscaras e toucas descartáveis devem ser de uso individual para cada cliente e descartadas de forma adequada ao fim do atendimento, assim como o filme plástico do carrinho de auxílio.

2. Mantenha as estruturas físicas limpas

É preciso ser muito rigoroso em relação às estruturas físicas do ambiente. A limpeza e desinfecção dos espaços deve ser feita diariamente, além disso, a clínica deve contar com pisos lisos e itens como lixeiras de pedal e sabonetes líquidos no banheiro, que contribuem para a prevenção de contaminação.

As macas também devem apresentar superfície lisa ou lavável e serem protegidas com lençol TNT ou papel resistente, que deverão ser trocados em cada atendimento. Já as toalhas e lençóis de tecido precisam ser lavados com água e sabão, e também devem ser trocados a cada novo cliente.

3. Higienize e desinfete os materiais

No caso de instrumentais não descartáveis, como pinças e curetas que têm contato com sangue ou secreções, é preciso realizar a descontaminação na autoclave. Esse equipamento esteriliza utensílios por meio de um mecanismo de aquecimento e pressão.

Instrumentos reutilizáveis que não tiveram contato com sangue, podem ser lavados e desinfetados de acordo com as instruções do fabricante.

4. Tenha cuidados com o descarte de materiais

O descarte correto dos materiais também é uma medida importante que garantirá não só a higiene, mas também a segurança da clínica e de seus profissionais. Materiais perfurocortantes devem ser descartados em caixas rígidas destinadas a essa função. No caso de resíduos contaminados, o descarte deve ser feito em sacos brancos.

Adotar medidas e seguir as normas de higiene na clínica de estética é essencial para garantir o bem-estar de seus clientes e equipe, além de atrair e fidelizar seu público. Profissionais que se preocupam em manter um ambiente limpo e agradável, passam uma imagem muito mais positiva de seu negócio.

Nosso artigo foi útil para você? Gostou das nossas dicas? Então, siga nosso perfil no Facebook. Conheça também o Belle Software o mais completo sistema para clínica de estética, teste por 14 dias de graça e veja como sua clínica de estética vai decolar!

Higiene na clínica de estética, dicas essenciais
4.9 (97.14%) 7 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá! Participe do nosso grupo no Whatsapp, receba dicas sobre estética e converse com outros profissionais da área.
Clique no botão abaixo para participar. ⬇️
Powered by