RECEBA TODA SEMANA NOTÍCIAS EM SEU EMAIL

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética

Publicado em 03/06/2016

   A parte financeira de um empreendimento não é brincadeira, e muitas vezes não há talento que segure o negócio se o fluxo de caixa sair do controle, por isso montamos este post: Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética. Muita gente procura economizar fazendo tudo sozinha e acaba se perdendo, o que é normal, porque é quase impossível uma única pessoa dar conta de tudo ao mesmo tempo manualmente. Outras, até contratam um contador ou assistente financeiro, mas acabam não acompanhando o fluxo de caixa da forma devida e deixando passar “pequenos esquecimentos” que se transformam em enormes rombos e aborrecimentos. Em ambos os casos, a adoção de um software especializado e algumas dicas em relação ao fluxo de caixa conseguem evitar e até o problema.

O que você precisa saber sobre Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética

Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética

Separe o profissional do pessoal

   Misturar o dinheiro da empresa com o seu, acaba criando a maior confusão nas finanças. Lembre-se, a empresa, para dar certo, precisa ser sustentável, por isso é imprescindível que você defina o seu pró-labore e a remuneração de seus funcionários de forma justa. Por outro lado, o lucro da empresa não deve beneficiar só você, afinal ele é fruto do trabalho de todos e deve prover investimentos. Então separe as contas do que é pessoal e do que da empresa e resista à tentação tanto de pegar quando há sobra quanto de tirar do próprio bolso quando falta. Inclua o pró-labore entre as despesas com remuneração. O seu rendimento, assim como os demais salários, devem ser definidos e manter-se no mesmo patamar.

Faça um Plano de Contas

   Item indispensável para poder organizar o fluxo de caixa para clínicas de estética, o Plano de Contas é uma estrutura sobre a qual é elaborada a escrituração financeira. Além de manter a empresa ordenada, ele ajuda a obter o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício. O Plano de Contas deve ser tão detalhado quanto interessar à empresa, mas flexível o suficiente para permitir a inclusão de novas contas sempre que necessário. Ele pode ser dividido em Contas Patrimoniais (Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido) e Contas de Resultado (Receitas e Despesas), por exemplo.

Conciliação Bancária

   O nome é pomposo mas sua função é simples: ela é a conferência das contas bancárias com o controle financeiro interno. Dessa forma fica mais fácil perceber logo se está tudo certinho ou se há alguma inconsistência em relação aos dados. Se houver, é descobrir onde está o erro e ver a sua extensão. Através dela você tem a exata noção se o saldo disponível está realmente disponível apara tomada de decisões. Ela é feita através do controle interno, da verificação de saldos através dos extratos bancários e da conferência de lançamentos. Se houver erro, é preciso determinar se o erro é da empresa ou do banco e o que pode ser feito para reverter a situação.

Registrar as transações

   Tudo o que entra e sai, qualquer transação deve constar no fluxo de caixa com disciplina e periodicidade. Independente do valor qualquer transação financeira deve ser registrada e devidamente categorizada de forma bem definida para que você possa identificar exatamente onde está indo o dinheiro e se está havendo desperdício. Não basta colocar apenas “entrada” e “saída” ou “gastos” e “ganhos”.

Planeje e gerencie o estoque

   Se você vende produtos, seu Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética será saudável se o estoque se mantiver baixo. Um estoque mal feito é a maior fonte de desperdício de dinheiro. Lembre-se que o que está em estoque é dinheiro parado, não é investimento. É apenas um capital que não rende juros nem renda, está imobilizado. Com um estoque bem controlado você evita que produtos saiam do prazo de validade, não fica com produtos encalhados porque não caíram na apreciação dos clientes e ainda libera dinheiro para outros investimentos – além de dar a exata noção do que e quando comprar. Prepare um inventário e analise o valor do seu estoque hoje e determine os valores mínimo e máximo que ele deve ter.

Projete o fluxo de caixa para os próximos meses

   Você pode fazer uma projeção média para todo o ano através do fluxo de caixa, estipulando seus gastos e projetando seus ganhos nos três meses adiante. Ao fim de cada mês ou período veja se a realidade bateu com a sua estimativa e se é preciso adaptar a projeção. Dessa forma você descobre quais foram os gastos inesperados e consegue se preparar para cenários futuros, se protegendo e se preparando contra as adversidades.

Evite inadimplentes

   Ninguém gosta de perder cliente, principalmente um bom cliente. Mas um mau cliente, que historicamente é um mau pagador, não vale a pena ser mantido. No entanto, vale a pena avaliar se ele não está passando por um período de dificuldade avaliando sua vida pregressa com você. Com um software financeiro para clínicas de estética é fácil consultar os registros dos clientes através do histórico. Nesse caso pode valer a pena até oferecer algumas facilidades e promoções, por exemplo, porque a hora que ele se recuperar reverterá o quadro. Por outro lado há aqueles que simplesmente são mau pagadores, ponto. A esses o pagamento deve ser a vista e sem regalias – e não fique triste se ele não voltar mais. Leia nosso post: Inadimplência na Estética – Como reduzir os inadimplentes

Crie incentivos para os bons clientes

   Por outro lado, os bons clientes devem ser incentivados, principalmente aqueles que pagam à vista ou gastam bem. Ofereça promoções, pacotes, dias de desconto e facilidades que o fidelizem. Eles movimentam o seu fluxo de caixa mantendo-o com o saldo positivo, por isso merecem ser resguardados.

Revise os juros pagos e procure negociar

   Procure negociar os juros de financiamentos, parcelamentos e empréstimos de forma a conseguir alguma redução. Qualquer que seja o valor a menos ou o prazo ganho para o pagamento já pode significar um balanço positivo no seu fluxo de caixa. Procure as instituições financeiras e fornecedores, e faça propostas de pagamento com juros mais baixos.

   Estas são algumas das dicas essenciais para você manter seu fluxo de caixa para clínicas de estética em dia e com saldo positivo. Mas lembre-se que é muito mais fácil acompanhar tudo de perto, a qualquer hora e de qualquer lugar com um software como o Belle, criado especialmente para clínicas de estética.

   Aprenda muito mais sobre Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética com nosso ebook gratuito: Financeiro para Clínicas de Estética: http://materiais.bellesoftware.com.br/financeiro-para-estetica

One thought on “Fluxo de Caixa para Clínicas de Estética”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entrar no Grupo
Entre no nosso grupo de WhatsApp, converse com outras esteticistas e troque dicas e informações sobre o mercado de estética. ⤵️